[do manual de sobrevivência]

ela não sabia retroceder.

mas entendia de retrós. de linha. de bordar.
desacelerou ao ritmo de um única nuvem,
conselheira de possíveis sete cores.

caminhou de um lado ao outro da ponte,
extensa como o sentimento de um ano,
permeada de música (elefante) e beijo. dois.

pensou em saltar. mas viu que faltava-lhe asas. duas.
do desejo.
para saltar e sentir dor.
(((mas a dor já havia. e já a via de longe)))

não saltou nem se sobressaltou ao preferir ficar de pé.
andou.
havia em torno dela tudo que era sonho.
e ainda o que era real, complementando.

ouviu as duas palavras que adotaram juntos:
:estavam agora catalogadas no dicionário de sua estória.
– elas também pertenciam a salivas diversas.

\\escrito em 22.jan.09

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s