[o vento e a luz]

fenômenos estranhos acontecem ao saltar de nuvens.
existem furos acidentais
texturas finas demais
– o risco de saltar é o mesmo de viver.

redemoinhos formatam um ballet numa amplitude de palco que comporta um balanço de cordas infinitas
tocando a todos num único acorde.
– todos acordam ao final do espetáculo.

o balanço começa lá em cima na nuvem do salto.
o movimento do redemoinho é pra lá e pra cá.
as nuvens fazem o mesmo, mas se desfazem em água pra ver o tempo passar em eternos recomeços.

(a luz encontra frestas nas nuvens que o vento leva)

 

\\escrito em 23.mar.09

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s