[pó]

tragédia orquestrada entre dois temporais.

palavras feitas de água salgada douraram ombros dobrados e olhos adiante. vermelhos.
ali não havia boa parte dos corpos. a parte boa.
mas houve.
um elefante. um peixe.
partituras.
cada um seguiu em horas separadas, separando instantes, estados d’alma.

poeira assentada há de ser pérola.

 

\\escrito em 08.jan.09

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s